Como ser DJ

Você gosta muito de música e deseja ser DJ? Bom, este é o primeiro passo para iniciar na carreira e ser um bom profissional, mas não é o suficiente, pois é preciso conhecer sobre a composição de músicas de diferentes ritmos, além de aprender a atender às necessidades do seu público. Também, cabe lembrar que você precisará aprender a trabalhar com mixagens e os equipamentos. Veja abaixo nossas dicas de como ser DJ:

1- Faça um curso para ser DJ

Ser DJ é uma profissão, é algo que deve ser levado a sério até mesmo para que você possa construir uma boa reputação e ter um trabalho que atrai os clientes. Sendo assim, ao decidir trabalhar nesta área, a primeira coisa a se fazer é procurar fazer um curso de DJ, em que se aprende todas as técnicas necessárias para fazer as mixagens de diferentes ritmos de músicas, além de realizar composições, divulgar o seu trabalho, interagir com o público, entre outras coisas que são fundamentais nesta profissão.

Um ponto muito importante ao ser DJ é interagir com o público, o DJ é um dos principais responsáveis por fazer com que as pessoas entrem no clima da festa, e muito disso é da linguagem corporal, forma como se expressa na cabine, isso tudo ele precisa aprender para conseguir atingir o ponto mais alto do sucesso.

Atualmente, é possível encontrar diversas instituições oferecendo cursos de DJ, mas é preciso pesquisar para escolher a melhor opção para o seu perfil. No geral, este curso tem uma duração de 2 a 12 meses, podendo se prolongar dependendo da especialização que o profissional pretende fazer. O investimento em um curso de DJ pode sair por R$ 500,00 reais a R$ 5.000,00 reais, variando de acordo com a qualidade do ensino e dos professores que irão lecionar. Exemplos: Senac, DJ Ban, E-djs, Aimec, Rhythm, entre outros.

2- Adquira o equipamento para ser DJ

Um bom DJ tem que contar com o talento, conhecimento e acima de tudo, bons equipamentos para fazer as suas composições. Portanto, é recomendado fazer uma pesquisa para conhecer e adquirir as ferramentas mais apropriadas para o seu perfil. Para quem está começando, o ideal é investir nos equipamentos mais básicos e fundamentais para o exercício da atividade.

Para ser DJ os equipamentos básicos que você vai precisar são notebook, fones de ouvido de qualidade, discos, além de um bom programa de áudio para fazer as suas composições. Conforme você for evoluindo na carreira, pode-se adquirir equipamentos mais sofisticados e que sejam mais apropriados à sua especialidade musical.

Algumas casas noturnas oferecem os equipamentos para o DJ, contudo, se você não o tiver, dificilmente conseguirá trabalhar os equipamentos corretamente no momento da festa.

3- Monte um estúdio caseiro e aprenda como ser DJ

Assim como em qualquer profissão, para ser um DJ de qualidade é preciso investir no treino e prática das atividades que serão executadas no seu dia a dia. Pensando nisso, é recomendado montar um pequeno estúdio caseiro, no qual seja possível construir os seus arranjos musicais e ouvi-los em bom som, mas sem perturbar os vizinhos ao redor da sua residência, isso poderá gerar muitos transtornos. Utilizar fones de ouvido para DJ é a melhor opção.

O estúdio pode ser montado em um espaço pequeno, devendo ser revestido com espuma especial para vedar o som, evitando que se propague para fora do cômodo. Também é preciso ter uma mesa pequena de som com discos, além de um computador com um programa de mixagem. No site temos vídeos com os DJs Produtores: Morgan Page – DJ/Remixer/Producer e Nicky Romero – Studio Masterclass.

4- Ofereça os seus serviços de DJ

Você fez o curso de DJ e vem treinando muito? Então, é necessário começar a trabalhar de verdade. A partir daí é preciso oferecer os seus serviços, o que pode ser feito por meio de canais de comunicação mais simples como páginas na internet. No início, se você conseguir pagar os seus custos, diárias, alimentação e etc., está bom. Porque dificilmente pagarão altos cachês para você até ter experiência e boas indicações.

Uma boa dica são sites para divulgar os seus sets, fará toda a diferença para conseguir visitas e pessoas interessadas no seu talento. Como por exemplo este site da Disco Night! Seus sets, imagem e contato divulgados.

Disponibilize as suas músicas em canais de vídeo e áudio na internet, o que permite que as pessoas do mundo todo possam conhecer o seu trabalho. Também é indicado gravar alguns dos eventos em que você participa e divulgar nas suas páginas, juntamente com os seus contatos para apresentações.

5- Monte composições próprias como DJ

O DJ que está começando a sua carreira deve optar pelos estilos mais clássicos de mixagem, que devem estar de acordo com o estilo musical e características do seu público-alvo. No entanto, conforme o profissional for ganhando segurança, conquistar o seu espaço e tendo mais referências, o ideal é que monte composições próprias, construindo um repertório com um estilo original, o que é fundamental para se destacar neste mercado. No site temos vídeos com os DJs Produtores: Morgan Page – DJ/Remixer/Producer e Nicky Romero – Studio Masterclass.

6- Mercado de trabalho para DJ

Para começar a trabalhar em qualquer área é necessário saber se ela irá lhe trazer retornos. Portanto, entenda que a profissão de DJ é uma atividade que está em expansão, o que se deve principalmente ao fato de ter aumentado o número de casas noturnas no Brasil nos últimos anos. Portanto, trata-se de um mercado com amplas possibilidades de atuação.

Um DJ iniciante pode ganhar entre R$ 200,00 reais e R$ 500,00 reais por evento, dependendo de qual é o seu público. No auge da carreira e se conseguir construir uma obra de qualidade, além, é claro, de uma boa reputação, este profissional pode chegar a ganhar entre R$ 5.000 reais e R$ 100.000 reais, podendo participar de festas particulares, eventos em casas noturnas e festivais.

Fonte: http://www.novonegocio.com.br/ideias-de-negocios/como-ser-dj/